Colaborador da produtora que apresentou Jesus como homossexual morre em tentativa de assalto

Cadu Barcellos, diretor e produtor brasileiro que colaborou com a Porta dos Fundos, produtora que lançou um especial humorístico no ano passado que apresentava Jesus como gay, foi morto a facadas na madrugada de quarta-feira, 11 de novembro de 2020, no que parecia ser uma tentativa de assalto no centro do Rio de Janeiro, segundo informações da Polícia e seus amigos.

Além de colaborar com a Porta dos Fundos, Barcellos foi assistente de direção do programa Greg News, do ator e escritor Gregorio Duvivier da HBO.

Segundo as informações prestadas, Barcellos estava saindo da Pedra do Sal em uma viatura que um amigo seu solicitou por meio de um aplicativo de transporte e desceu alguns quilômetros, próximo a uma entrada do metrô no centro do Rio, onde ocorreu o suposto assalto.

De acordo com outras informações do site do G1, Barcellos foi visto gritando por socorro às 3:30 hora local (6:30 GMT) e caiu no chão alguns metros depois.

Segundo a Polícia Militar do Rio, eles foram alertados do ocorrido e se aproximaram do local, onde encontraram o corpo sem vida de Barcellos.

Há uma investigação aberta pelo Departamento de Homicídios para esclarecer as causas do homicídio e localizar a pessoa que o cometeu. O relatório do especialista descobriu «ferimentos causados ​​por um instrumento cortante, especialmente na região do tórax».

William Oliveira, em declarações ao G1, afirmou que “Cadu foi morto possivelmente por causa de um telemóvel, um Riocard (passe de transporte do Rio) e um punhado de reais”.

Leave a Reply

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *